Resenha: A Prometida - Kiera Cass

Kiera Cass está de volta, com um novo universo repleto de reis, rainhas, luxo, intrigas e romance.

junho 10, 2020 - Postado Por: Rosane Santos
Compartilhe:

Kiera Cass está de volta, com um novo universo repleto de reis, rainhas, luxo, intrigas e romance.



Após 4 anos sem publicar novos livros, Kiera Cass retorna com sua nova trilogia, cujo primeiro livro é A Prometida e com isso trouxe grandes expectativas sobre a história de Hollis Brite.

Conheci a escrita da Kiera Cass através da série “A Seleção” em 2014 e fiquei simplesmente apaixonada, não conseguia parar de ler e se tornou um dos meus livros preferidos, falo isso aqui porque essa experiência pesou muito durante a leitura de A Prometida: minhas expectativas estavam altas e anuncio desde já que fiquei bem decepcionada.

Hollis é uma jovem alegre e muito entusiasmada com a vida, mora no castelo de Keresken juntamente com seus pais. Cercada pela nobreza, ela precisa disputar a atenção do Rei Jameson com as outras damas que vivem ali e a princípio vê tudo como um jogo de conquista, pois acredita que não poderia ser a destinatária da afeição do rei.



A relação de Hollis com os pais é complicada, ela é filha única e suas ideias quase nunca combinam, tendo diversos embates ao longo da narrativa, não há uma relação afetuosa entre eles e Hollis encontrou seu porto seguro na melhor amiga Delia Grace, uma jovem que se tornou isolada dos demais devido diversos boatos sobre a reputação de sua família.

A vida de Hollis começa a mudar completamente quando percebe que com seu jeito alegre, divertido e sua beleza acaba por conquistar a atenção do rei Jameson e cada vez mais a relação entre eles vai avançando e ela se vê no caminho de se tornar a nova rainha de Coroa, o que não poderia lhe causar maior felicidade.

“Algo na atenção profunda e focada que ele me dispensava sempre que estávamos juntos me deixava com a mesma sensação de quando Delia Grace e eu dançávamos e eu rodopiava rápido demais: meio zonza e ofegante.”

Porém, claro que temos uma reviravolta na história: quando tudo parecia estar perfeito na vida de Hollis e ela finalmente poderia ter uma vida de rainha, literalmente, chega ao castelo Silas, um jovem que junto com sua família fugiu de Isolte, o reino vizinho que era governado pelo terrível rei Quinten, ela se sente atraída por ele de imediato e aqui temos instalado o famigerado triângulo amoroso.

Essa foi uma leitura no mínimo difícil, não consegui me conectar com absolutamente nenhum personagem, senti que foi uma narrativa extremamente rasa, não houve o desenvolvimento dos personagens e nem do enredo, que achei confuso.



Hollis é uma menina fútil, imatura e mimada, não aguentava a bajulação e adoração irritante dela com o rei Jameson, como se nada na vida fosse mais valioso do que ter atenção do rei e lhe agradar e foi assim até o final do livro, nem acreditei.

Depois de uma protagonista como a America em A Seleção, sinceramente esperava muito mais de Hollis, esperava uma personagem forte e inteligente, mas Kiera nos apresentou uma personagem totalmente sem carisma, nem um pouco marcante. No desenvolvimento da narrativa Hollis se revolta com a hipótese de ser considerada como mero enfeite para o rei Jameson, mas o que ocorre é que a mesma não faz simplesmente nada que altere essa visão, quando precisa estudar sobre o reino se mostra extremamente enfada, preocupando-se mais com danças, roupas e jóias, não há bravura e nem determinação e isso pouco muda no desenvolver na trama.

“Antes, eu achava que nada poderia ser mais divertido do que conquistar o coração de um rei, mas estava errada. Era muito mais emocionante conquistar o coração de inúmeras pessoas ao mesmo tempo.”

O romance com Silas foi intragável, Kiera tentou trazer um personagem apaixonante mas simplesmente não rolou, foi forçado demais, não consegui torcer para esse casal e nem para o rei Jameson, foi um triângulo amoroso desnecessário e sem graça. Mas pelo menos Hollis acabou enxergando que ser da realeza também não era tudo o que ela imaginava e que existia mais além daquilo.

“Mas, visto que não era Jameson Barclay, nada disso importava. O charme não me daria uma coroa nem traria esperança ao reino. Charme era bom, mas não necessário.”

Não consegui simpatizar com nenhum personagem na história, a única que se destacou um pouco mais foi Valentina, a rainha de Isolte. A pior personagem de todas para mim sem dúvidas foi a melhor amiga de Hollis, Delia Grace, não gostei dela no início mas conforme a história foi se desenrolando se tornou insuportável, detestei com todas as forças.



Dei 3 estrelas porque mesmo com esse enredo raso e personagens sem carisma, Kiera tem uma escrita muito fácil e envolvente, me irritei com os personagens mas não conseguia parar de ler. Estou curiosa para saber como ela vai desenvolver essa trilogia, os acontecimentos finais do livro deram uma ponta de esperança de que o próximo livro pode ser melhor, apesar de ter sido muito mal construído. Hollis finalmente começou a ter mais reação e foi uma situação que eu realmente não esperava e não tenho ideia do que a Kiera vai trazer na continuação.

Se você já leu compartilhe conosco sua opinião e se não leu nos conte qual sua expectativa com a leitura. Até a próxima.

Gostaram? que tal aproveitar pra conseguir uma edição com um preço especial? É só clicar aqui e adquirir o seu exemplar!

A Prometida (The Betrothed)
Volume #1, The Betrothed
Autora:
Editora: Seguinte (Editoria Companha Das Letras)
Ano: 2020
Skoob: 3.0 estrelas / Goodreads: 3.0 estrelas
Compar: Amazon
03 Estrelas
Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor. Cheia de ideias e opiniões, logo Hollis percebe que, por mais que os sentimentos de Jameson sejam verdadeiros, estar ao seu lado a transformaria num simples enfeite. Tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Silas, um estrangeiro que parece enxergá-la ― e aceitá-la ― como realmente é. Só que seguir seu coração significaria decepcionar todos à sua volta… Hollis está diante de uma encruzilhada ― qual caminho levará ao seu final feliz?
Autora: Kiera Cass Quando terminou o ensino médio, sua ambição era o teatro, e foi para Coastal Carolina University, se formando em Teatro Musical. Depois foi para Radford University e mudou para Música. Então Comunicação. Em seguida, História. Acabou estabelecendo-se em História, mas mudou-se para Blacksburg, casou teve filhos. Depois disso, tornou-se dona de casa para ficar em casa com os filhos. Em 2007, abalada por uma tragédia local, tentou um monte de coisas para se recompor, resultando em se sentar para escrever uma história onde o seu personagem teve que lidar com seus problemas. Escrever lhe ajudou a lidar com todas as coisas que estava sentindo. Acabou por não terminar essa história, porque começou a escrever The Siren. Depois de adquirido o hábito de escrever, teve muitas idéias, incluindo The Selection e um punhado de outras que estão esperando sua vez. Atualmente vive em Blacksburg, VA, com seu marido e filhos.

Comente com o Facebook