Diário de Leitura: Inferno De Gabriel - Parte 1

Toronto não vai ser mais a mesma depois desse livro.

abril 11, 2020 - Postado Por: Redação SOODA
Compartilhe:

Toronto não vai ser mais a mesma depois desse livro.

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

01/04 a 08/04 - Prólogo até capítulo 8

E vamos de leitura coletiva no blog. O Pausa Para Um Capítulo está organizando a leitura coletiva do livro “O Inferno de Gabriel” para embarcar na novidade que a obra ganhou uma adaptação em formato de minissérie pela produtora Passion Flix.

A leitura vai ocorrer durante todo o mês de Abril, você pode ver o cronograma clicando aqui. Aos sábados postaremos um diário de leitura comentando o que estamos achando do livro.

Possui spoilers.

Uma das coisas que fizeram me aventurar nessa história foi Sylvain usar as obras de Dante, o poeta e escritor italiano, como uma das peças chaves do livro.

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

Diante disso, começamos com um prólogo que reconta uma sequência de cenas do escritor Dante encontrando sua musa inspiradora, relatando um amor alimentado em segredo por ele. (Quem nunca teve essa experiência?)

A primeira parada é em uma sala de aula com um professor extremamente chato (quase um limão de tão azedo) já tornando o dia difícil da protagonista, Julia, um pouco avoada. Eu tenho duas hipóteses para professores serem assim: eles veem potencial em nós ou só são soberbos mesmo.

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

E aqui vai meu primeiro ponto negativo para o livro, não gosto nada de protagonistas submissas, que aceitam tudo que falam pra ela, que tenta agradar tudo e a todos. Espero que ao decorrer da leitura, Julia evolua e saiba se impor em qualquer situação.

Sabe o professor chato? Pois então, ele é nosso outro protagonista, Gabriel, um estudioso da vida e obra do escritor Dante. Como posso descrever ele para vocês: chato, soberbo, bonito e excêntrico. Também não fui muito com a “cara” dele, será que a leitura já chegou desaclamada?

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

Julia leva-nos a visitar uma lembrança, a de quando conheceu Gabriel. Ele é irmão de sua melhor amiga, Rachel, e estava na cidade para visitar a família, porém Gabriel possui um temperamento explosivo (visto que no presente do livro não mudou nada, murro nele) e acaba deixando essa visita com um gosto amago. Nos deparamos com uma Julia nos auges dos seus 16 ou 17 anos e se deixa levar pela atração que sente pelo Gabriel, muito antes mesmo de conhecer ele. Gabriel mostrando-se sedutor, leva Julia para visitar um belo pomar (ai ai) e beija ela, calma gente, fica tudo nos beijos. Sylvain por pouco não ia ser cancelado.

Sylvain constrói Gabriel colocando o sumo que os romances hots tem: rico, temperamento explosivo, fetiches estranhos e chamar seus interesses amorosos de forma brega.

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

Digo rico, pois o livro se passa na cidade de Toronto, mas nada impede do autor esbanjar sua sabedoria pela parte endinheirada da cidade. Gabriel sabe diferenciar o que é original do que é imitação, descreve as marcas Prada e Gucci muito bem, e gente, ele chega a ficar excitado com isso. (Não estava esperando por uma cenas dessas, foi hilário para mim.)

Essa riqueza me lembrou muito dos universos de Gossip Girl, Os Delírios de Consumo de Becky Bloom e O Diabo Veste Prada, que com certeza os protagonistas dessas obras também têm espasmos de emoção como Gabriel.

Diário de Leitura; Inferno De Gabriel; resenha; resumo; editora arqueiro; passion flix;

Para finalizar, quero destacar como a escrita de Sylvain fluiu rápido, pelo menos nessa primeira parte não houveram capítulos chatos que não acrescentam muito para a trama. O enredo de Julia e Gabriel não tiram a presença de se estar sabendo mais sobre as obras de Dante. Inclusive acho que vou terminar essa leitura com mais vontade de ler “A Divina Comedia”.

Acompanhem o blog nas redes sociais, twitter/instagram/facebook: @SoodaBlog, sempre estamos comentando sobre as nossas leituras atuais. Até semana que vem, bjo.
Disponível o segundo diário de leitura: Inferno De Gabriel
O Inferno de Gabriel (Gabriel's Inferno)
Autor: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Skoob: 4.1 estrelas / Goodreads: 4 estrelas
Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir.
Autor: Quase nada foi divulgado sobre a verdadeira identidade do autor por trás do pseudônimo Sylvain Reynard. Sabemos que ele é canadense, já escreveu vários livros de não ficção e tem um profundo interesse pela arte e pela cultura renascentistas. Mas, embora declare ser do gênero masculino, seus fãs têm uma forte suspeita de que na verdade S.R. seja uma mulher. Semifinalista ao prêmio de Melhor Autor e Melhor Livro no Goodreads Choice Awards de 2011, Reynard apoia diversas instituições de caridade e acredita que a literatura ajuda a explorar os diversos aspectos da condição humana, como o sofrimento, o amor e a redenção.

Comente com o Facebook