Resenha: Os Portões do Inferno - André Gordirro

A salvação de um reino vem daqueles que põem suas diferenças de lado por um bem maior (ou talvez seu peso em ouro).

janeiro 07, 2019 - Postado Por: Everton Assis
Compartilhe:

A salvação de um reino vem daqueles que põem suas diferenças de lado por um bem maior (ou talvez seu peso em ouro).




Praticar a “confiança” no próximo ainda é bastante difícil, ainda mais em nossa atualidade, onde somos enxurrados de notícias tristes/violentas. O “estender a mão ao próximo”, se tornou um símbolo que deveríamos praticar mais vezes durante a vida.

“Mas a gentileza do viajante de saiote ainda não justificava o sumiço de seu espadão. Baldur esqueceu a comida por um momento e passou a encarar o sujeito.” Pág. 23

De certa forma, foi isso que aconteceu nesta obra resenhada hoje. Um reino está prestes a cair em trevas, quando o destino reuniu 6 pessoas com traços, personalidades e cultura totalmente diferentes para lutar por um mesmo ideal. Tenha em mente, o que começou profissionalmente, acendeu uma pequena faísca de companheirismo entre eles, bem brevemente, haha.

Em “Os Portões Do Inferno”, somos apresentados a um novo reino chamado Krispinia, governado por Krispinus e Danyanna que juntos com outras 3 pessoas conseguiram fechar uma fenda mística e assim baniram novamente os demônios que estavam destruindo tudo a sua frente. Eles ganharam reconhecimentos e grandes títulos. Após 30 anos adormecido, novamente a humanidade corre perigo com a possibilidade de que esta fenda seja reaberta e talvez o antigo grupo dos reis de Krispinia não seja páreo para a fúria dos demônios.

André criou um mundo fantástico para a sua história. Depois de você devorar esse livro, tudo parece balanceado; as descrições sobre os lugares, fatos e outras coisas vem na medida certa pra você durante a leitura. André teve o cuidado de criar todo um background de vida para seus personagens, dando a entender ao leitor, que cada personagem é uma ferramenta importante para o avançar da história

Só tenho que elogiar o André nas escolhas dos personagens do grupo salvador (?). Temos um bardo milenar que anda quase nu, um assassino que faria de tudo pra lagar os demais, um mago que controla o elemento da terra e muito rabugento, um cavaleiro forte que desconhece o mundo ao seu redor, um guerreiro astuto até demais para quem ele servia e um pequeno chaveiro com mãos rápidas e leves demais. 6 pessoas que qualquer um botaria inúmeros defeitos (e eles tem) para que não se dessem bem, mas que revelam serem um complemento do outro em batalha. O que me vem na cabeça o seguinte ditado: “não julgue o livro, pela capa”.

“Um cavaleiro sem cavalo, um assassino armado de facas e um par de espetos, e um mago-pedreiro. Contra um verme gigante. Em um túnel confinado. Pela primeira vez, Baldur se arrependeu de ter abandonado a companhia de mercenários a serviço do General Margan Escudo-de-Chamas” Pág. 152

Como uma boa partida de rpg, temos um fluxo constante de ação entre essas 384 páginas. Como disse, André entrega os fatos de forma balanceada pra você, o que é da start pra sua curiosidade em saber o que vem depois de cada capitulo.

Foi uma grande surpresa essa leitura para mim (caso não tenha ficado claro acima haha). Quando surgiu a possibilidade de resenhar esta obra, fiquei com pé atrás se seria uma história fantástica com uma “sobrecarga” de informações, mas ai veio a surpresa. Super recomendado pra quem deseja se aventurar em fantasias épicas. Só um cuidado para que essa obra não é recomendada para pessoas mais novas. Em certas passagem há situações que não são para esse público infanto-juvenil.


Gostaram? que tal aproveitar pra conseguir uma edição com um preço especial? É só clicar na imagem acima e adquirir o seu exemplar!!!
Os Portões do Inferno
Volume #1, Lendas de Baldúria
Autor: André Gordirro
Editora: Rocco (Selo Fábrica 231)
Ano: 2015
Skoob: 4.0 Estrelas
Compre Aqui: Amazon
04 Estrelas
Romance de estreia do jornalista André Gordirro e volume inicial da trilogia Lendas de Baldúria, Os portões do inferno reúne o melhor da fantasia épica: guerreiros, magos, monstros, fortalezas, cenários fabulosos e combates sangrentos. Tendo à frente um improvável time de protagonistas – verdadeiros párias que, por acaso, ganham a chance de salvar o mundo de uma tropa de svaltares, estranhos e temidos elfos das profundezas –, o livro junta referências históricas e bíblicas a alegorias da sociedade contemporânea e um alto teor de cultura pop. Com origem direta no RPG, o livro é um bem-vindo cruzamento entre Os doze condenados e O Senhor dos Anéis de ritmo ágil, cheio de reviravoltas e com senso de humor apurado.
Autor: André Gordirro é jornalista, tradutor e crítico de cinema, passou pelas redações das revistas Manchete, Veja Rio e Set, especializada em cinema. Seus textos já foram publicados na Rolling Stone Brazil, Playboy, Sexy e QG Brazil. Coassinou um artigo sobre literatura de fantasia para a revista Mapa, publicação com parceria de conteúdo do The New York Times e The New York Times Review of Books. André vive no Rio de Janeiro. Os Portões do Inferno é seu primeiro livro.

Comente com o Facebook