Lista: 5 Contos para Começar a Ler Edgar Allan Poe

Algumas sugestões de contos para começar a ler Edgar Allan Poe

janeiro 28, 2019 - Postado Por: Rosane Santos
Compartilhe:

Algumas sugestões de contos para começar a ler Edgar Allan Poe



19 de janeiro, nesta data comemoramos o aniversário de um dos autores que mais marcou a literatura do terror: Edgar Alan Poe e quem em 2019 completaria 210 anos! Para marcar esse momento preparamos uma lista com 5 contos que indicamos para aqueles que nunca tiveram contato com sua obra ou que querem conhecer um pouco mais, porém não sabem ao certo o que ler.

A obra de Poe é conhecida por abordar o mistério, o macabro, suspense e ter uma atmosfera bem melancólica e sombria, é sem dúvidas um dos autores mais importantes na literatura mundial. Aqui no blog temos várias matérias sobre o autor, dentre projetos literários e até podcast, então dá uma olhada no conteúdo que criamos com muito carinho.

Sem mais delongas, aqui estão as nossas indicações, esperamos que gostem.

1. O Coração Delator
Se você ainda não conhece bem a obra de Poe, indicamos começar por aqui. O Coração Delator é um conto bem curtinho, bem rápido de ler, mas que não deixa de impressionar. Nele temos um narrador que vai aos poucos sucumbindo à sua loucura, que comete um ato extremo de violência levado pelos desejos de riqueza e egoísmo. O final é muito bem escrito e surpreende ver a que ponto a loucura do personagem o levou. Através desse conto você vai ter uma breve noção e se familiarizar com a escrita de Poe.

2. O Gato Preto
Esse é um dos contos mais famosos de Poe. É definitivamente marcante, essa leitura pode te assombrar por alguns dias. Narrado por um assassino, no decorrer da leitura a sua mente doentia vai ganhando novas formas tenebrosas e possui uma passagem em especial que é bem dolorosa de ler, fique preparado (quem já leu deve imaginar qual é).

3. O Poço e o Pêndulo
A narrativa desse conto é de tirar o fôlego (bem, estamos falando de Poe, então isso já é certo), de uma tensão tremenda. Enquanto vemos nosso narrador enclausurado, condenado a morte e sem esperanças de se ver outra vez livre, a cada passagem o sentimento claustrofóbico e de desespero toma conta do personagem e também do leitor.

“Então, acalmei-me de repente e me pus a contemplar, com um sorriso, a morte cintilante – como uma criança diante de um brinquedo raro.” (Edgar Allan Poe: Medo Clássico)

4. Manuscrito Encontrado Numa Garrafa
Esse conto é ambientado em uma espécie de expedição em alto mar. Porém alguns acontecimentos misteriosos acabam por atingir os tripulantes do navio onde se encontrava o narrador da história.

O protagonista se encontra em uma situação totalmente adversa, o mar é incontrolável e imprevisível, cada vez mais poderoso e parece prestes a acabar com tudo o que está no caminho. O sofrimento do personagem é imenso, fica difícil diferenciar se o que ele está vivenciando é real ou fruto de um surto, devido ao extremo abalo psicológico que sofreu.

A atmosfera sombria e a força dos fenômenos da natureza contribuem para que Poe nos entregue um conto perturbador e que nos deixa apreensivos e cheio de dúvidas sobre o que de fato deve ter ocorrido.

5. O Corvo
E, por último, mas definitivamente não menos importante, temos a obra que acredito ser a mais conhecida de Poe: O Corvo. No dia 29 de janeiro comemoramos o aniversário de 174 anos da publicação desse poema.

Sobre o poema em si é até difícil de expressar em palavras, é maravilhoso, você lê e parece que fica hipnotizado, senti arrepios e pude perceber a importância dessa obra. Não imaginei que fosse me impactar tanto. É algo que você tem que ler para entender essa emoção que ele passa. É genial, é uma verdadeira obra prima.

Confira outros conteúdos criado pelos nossos colaboradores:

#SOODACAST #04: Vida e obra de Edgar Allan Poe.
Especial: Edgar Allan Poe - Biografia, Depoimentos e Novas Edições do Mestre do Terror.
Projeto de Leitura - Lendo: Edgar Allan Poe: Medo Clássico [Volume 1]

Comente com o Facebook