Resenha: O Destino de Tearling - Erika Johansen

Chegamos ao desfecho de uma trilogia cheia de intrigas, magia, girlpower… E a Rainha Kelsea está pronta para decidir o destino de seu reino.

novembro 07, 2018 - Postado Por: Rosane Santos
Compartilhe:

Chegamos ao desfecho de uma trilogia cheia de intrigas, magia, girlpower… E a Rainha Kelsea está pronta para decidir o destino de seu reino.




E chegamos ao final dessa trilogia maravilhosa, porém confesso que não teve um desfecho que me agradou muito. Como esse é o desfecho da história fica um pouco difícil de falar sem soltar nenhum spoiler, mas prometo que vou tentar ao máximo evitar isso. Se você quiser saber sobre os outros livros pode ler as resenha clicando nos links abaixo:

Leia a resenha do primeiro volume: "A Rainha de Tearling" e conheça o inicio do reinado de Kelsea.

Leia a resenha do segundo volume: "A Invasão de Tearling" e lute junto com a Rainha Kelsea para vencer o seu maior desafio.

Em “O Destino de Tearling”, a rainha Kelsea chega ao ponto decisivo para o futuro de seu reino: e ela irá lutar contra tudo e todos pelo seu povo. É nesse livro que enfim descobrimos a origem do reino de Tearling, como esse novo mundo foi criado e o que causou a sua ruína.



Temos flashbacks muito importantes e que explicam como as coisas aconteceram, conta a história de Tear, como ele idealizou e transformou em realidade seu projeto de criar um lugar perfeito para todos, onde as pessoas pudessem viver em harmonia. E mostra também o lado mais mesquinho e sombrio dos homens, como a sede pelo poder é capaz de corromper, manipular e destruir uma civilização.

“O erro da utopia é presumir que tudo vai ser perfeito. A perfeição pode ser a definição, mas nós somos humanos, e mesmo para a utopia levamos nossas dores, erros, invejas e desgostos. Não podemos renunciar aos nossos defeitos mesmo com a promessa do paraíso no horizonte, e, por isso, planejar uma nova sociedade sem levar em conta a natureza humana é destinar essa sociedade ao fracasso.” p. 120

Kelsea então pode compreender melhor os mistérios do seu passado, descobre os erros que levaram a terra que Tear idealizou ao completo caos e ruína. Porém Kelsea precisa lutar contra o tempo e se tornar aliado de alguém que ela jamais imaginou, pois um mal devastador está à espreita, buscando vingança e destruição, e parece ser impossível de derrotar. Tem muito plot twist aqui, cada tapa na nossa cara que é preciso tomar um pouco de fôlego durante a leitura.

Kelsea está ainda mais madura e apesar do início ser um pouco parado, conforme as coisas vão se desenvolvendo tudo se torna bem frenético e a leitura flui de forma que nem percebemos o tempo passando. A autora sabe bem como prender o leitor.

Percebemos aqui a grande importância em conhecer nosso passado para evitar cometer os mesmo erros no futuro e também como esse conhecimento é capaz de mudar os rumos de uma nação. A ignorância sobre a nossa história só traz consequências negativas, uma vez que não podemos consertar os equívocos se não sabemos onde foi que as coisas deram erradas. Traz uma boa reflexão política, o que é bem marcante nessa trilogia.



Confesso que fiquei bem chocada com os acontecimentos finais do livro, várias reações do tipo “ela não vai fazer isso”, “não é possível”, “como assim?!”. E estava esperando algo completamente diferente, não sei exatamente o que, mas o fato é que aquele final não me convenceu, de alguma forma, apesar de não ter sido um final “ruim” para os personagens simplesmente me pareceu algo muito simples.

Fiquei decepcionada porque foi uma das melhores trilogias que li. Com personagens extremamente fortes, cativantes, muito girlpower e um enredo que prometia muito, não consigo entender o que aconteceu para o final ter sido daquela forma.

A história em si é maravilhosa, a autora nos trouxe personagens incríveis, uma distopia com grande potencial, com uma protagonista que assume seu papel de liderança e que está disposta a lutar até o fim por aquilo que acredita que é o melhor para o seu povo, ainda que isso possa matá-la. Como eu disse, infelizmente o final deixou a desejar na minha opinião, mas não tira o mérito da trilogia, que continua sendo uma das minhas favoritas.

Então se vocês está procurando por uma leitura com bastante ação, uma dose de magia e personagens fortes e determinados, você precisa conhecer a trilogia da “Rainha de Tearling”. Se você já leu conta pra gente o que achou!


Gostaram? que tal aproveitar pra conseguir uma edição com um preço especial? É só clicar na imagem acima e adquirir o seu exemplar!!!
O Destino de Tearling (The Fate of the Tearling)
Volume #3, Trilogia A Rainha de Tearling
Autora: Erika Johansen
Editora: Suma
Ano: 2018
Skoob: 3.9 Estrelas / Goodreads: 3.7 Estrelas
Compre Aqui: Amazon, Saraiva
04 Estrelas
Desde que assumiu o trono de Tearling, Kelsea Glynn passou de princesa inexperiente a rainha destemida. Sua busca por justiça fez com que todo o reino mudasse com ela, mas quando os inimigos que fez ao longo do caminho ameaçam destruir seu povo, ela toma uma decisão inimaginável: se rende à Rainha Vermelha em troca de salvar Tearling. Sem as safiras, sem seus homens de confiança e trancafiada em Mortmesne, Kelsea precisa de novo recorrer ao passado, às experiências de mulheres que viveram antes dela, buscando em suas histórias a saída para uma situação impossível. O jogo está para terminar, e o futuro de Tearling será revelado de uma vez por todas. Com O Destino de Tearling, Erika Johansen traça o clímax inesquecível dessa aventura cheia de magia e emoção.
Autora: Erika Johansen cresceu e ainda vive na área da Baía de São Francisco. Ela foi para Swarthmore College, ganhou um MFA pela Iowa Writers' Workshop e eventualmente tornou-se uma advogada, mas ela nunca parou de escrever.

Comente com o Facebook