Resenha: Aparelho Sexual e Cia - Hélene Bruller

A importância de checar as informações, mesmo que elas venham do provável futuro presidente da república

outubro 19, 2018 - Postado Por: Redação SOODA
Compartilhe:

A importância de checar as informações, mesmo que elas venham do provável futuro presidente da república




Em agosto de 2018, o candidato em primeiro lugar nas pesquisas de intenções de votos à presidência da república Jair Bolsonaro participou de uma entrevista no Jornal Nacional, o qual mostrou o livro "Aparelho Sexual e Cia", como fazendo parte do "Kit Gay" (projeto "Escola sem Homofobia", apelidado dessa forma pelo candidato). Logo, dezenas de noticias se pulverizaram sobre o assunto, e muitas informações foram compartilhadas na internet, a maioria delas falsas. Para saber mais sobre o caso, e checagens confiáveis do livro fazer parte ou não desse projeto, acesse aqui.

Mas afinal de contas, o que esse livro tem em seu conteúdo? ele é direcionado para crianças a partir de seis anos de idade? ele incita a erotização precoce? Muitas perguntas pairavam sobre a obra e por isso, nós do SOODA BLOG, tivemos o acesso ao livro e ter o nosso parecer sobre a referida obra. E vamos trazer algumas informações que consideramos relevante

PRIMEIRAMENTE....

Antes de qualquer coisa, é importante considerar que o livro escrito por Hélene Bruller, foi lançado no Brasil pela primeira vez em 2007, pelo Grupo Companhia das Letras, e está alinhado aquele contexto e discussões, que são bem diferentes dos dias de hoje (11 anos depois). A obra fez bastante sucesso em vários países, tendo mais de 1,5 milhão de cópias vendidas (não distribuídas), e sendo tema de exposição na França.



O livro é um guia, voltado para o público a partir de 11 anos de idade, que tem como objetivo INFORMAR pré-adolescentes e adolescentes sobre as mudanças que ocorrem com seus corpos e como lidar com cada uma delas. O primeiro tópico faz referência ao ato de "se apaixonar", e tenta explicar para os jovens o que acontece com o corpo nesse momento e porque temos esse sentimentos. Perguntas como, o que é estar apaixonado? o que passa na cabeça da gente? como é que se beija na boca? estão entre os tópicos abordados.

No segundo tópico do livro traz detalhes sobre a puberdades, mudanças nos corpos de meninos e meninas são abordados para que os jovens tenham ciência dessas mudanças que vem ocorrendo. Interessante, que essas temáticas sempre foram ensinadas em sala de aula, e nunca foram questionadas (até então), porque compreendemos a importância desse tipo de informações com a mediação de uma pessoa com conhecimento mais técnico sobre o assunto. Lembro que na minha escola, quando eu estava na 7º série, existia uma disciplina chamada "Saúde e Sexualidade", o qual mostrava com detalhes essas questões inerentes ao corpo, e como nos cuidar e prevenir.

O terceiro tópico, provavelmente o mais polêmico da obra de Heléne traz em detalhes o que seria a relação sexual. Vale ressaltar que nesse momento a autora mostra informações de porque as pessoas fazem sexo, como, e isso tirado de contexto gera controvérsias. Sabe porque? Pois, a autora entende essas questões como informativas. Não é como se estivéssemos abrindo um XVideos para as crianças e mostrando como é para fazer sexo. Pelo contrário, a autora questiona a todo momento a importância de compreender o seu corpo e ter uma relação sexual, apenas quando você estiver bem, fisicamente e psicologicamente. Mostrando que a pressão que a sociedade exerce a todo o tempo não deve ser o fator essencial para o momento, e sim a escolha individual. Até porque sabemos que nessa fase, muitas conversas entre os jovens colocam pressão sobre o assunto. Nesse caso a autora não pretende em nenhum momento ser "amiguinha" do leitor, e sim a pessoa que detém a informação correta, para que o próprio leitor julgue se ele se sente preparado ou não para o momento.



O quarto e quinto tópico abordam as questões das consequência da escolha de se fazer sexo. Entre eles, a gravidez e as doenças sexualmente transmissíveis. E que a proteção e higiene deveriam ser fatores condicionantes para esse momento dos jovens. Por isso, mais uma vez, a importância da informação em todos os sentidos, para que essas pessoas estejam cientes do que acontece se uma relação sexual ocorrer.

O último tópico do livro, mostram questões extremamente delicadas e relevantes que pairam sobre as questões da sexualidade. Entre elas a Pedofilia, explicando ao jovem o que é, para que ele saiba se uma situação acontecer com ele, ou com seus amigos. Essa informação é fundamental para que pessoas que passam por isso, sabiam o que estão acontecendo e denunciem. Afinal de contas, a informação é a maior arma contra crimes como esses, pelo menos é o que eu acredito sobre isso.



MAS E O LIVRO É PARA CRIANÇAS A PARTIR DE 6 ANOS?

Não, e isso é facilmente compreendido a partir da linguagem ao qual o livro possui. Apesar dele ser bem acessível, mas os seus textos dificilmente seriam compreendidos por crianças de 6 a 10 anos, sem alguma mediação prévia, ou seja, uma criança que está no primeiro ano, por exemplo, que ainda é um processo de alfabetização, dificilmente conseguiria ler toda a obra e entende-la, porque não é um livro de linguagem para essa idade. Só isso, seria uma barreira em tanto né?

MAS O LIVRO INCENTIVA A HOMOAFETIVIDADE?

Para ser um livro do "Kit Gay", ele deveria ter mais detalhes sobre a homoafetividade né? Com certeza. Mas olha só, o livro Aparelho Sexual e Cia cita em duas frases dele a homoafetividade. A primeira delas é que a autora fala que é possível que meninos gostem de meninos, e a segunda é que meninas gostem de meninas. Isso é incentivo a ser "gay"? Isso é apenas uma constatação da realidade e de estudos científicos sobre o assunto. Não vou entrar no mérito religioso da causa, mas isso é apenas o que acontece na sociedade e que não tem nada haver com escolha e sim, o que é.

MAS O LIVRO É PERFEITO PARA AJUDAR JOVENS A CONHECEREM SOBRE SEXO?

Por isso, lá no inicio falei sobre essa ser uma obra datada, pois considero que o livro possui muitas piadas machistas, que já não cabem mais nos dias de hoje (Isso o candidato não problematizou). Questões sobre meninos "devem conquistar meninas", ou declarações que não cabe ao público feminino. Provavelmente, esse livro não seria republicado agora em 2018 pela editora, se não fosse a repercussão gerada ao entorno dele. Até porque já existem outros livros que abordem o mesmo assunto, porém compreendendo a sociedade em 2018, não a de 2007. Que por sinal já possui muitas diferenças.



No final, acredito que o livro "Aparelho Sexual e Cia" consegue cumprir o seu papel INFORMATIVO para aqueles jovens que chegam nessa fase. É uma boa colaboração para que os pais consigam estabelecer diálogos com seus filhos sobre o assunto, o que em nenhum momento ele faz é tirar a autoridade da família sobre essas discussões, ele somente cumpre o seu papel social de trazer luz sobre uma discussão ainda obscura em nossa sociedade que ainda abusa da hipocrisia sobre um assunto que é extremamente relevante para os jovens, para que eles façam sexo seguro, com proteção, e quando eles quiserem. Porque afinal de contas, essa é uma escolha individual, mesmo que as famílias insistam em achar que não é.


Gostaram? que tal aproveitar pra conseguir uma edição com um preço especial? É só clicar na imagem acima e adquirir o seu exemplar!!!
Aparelho Sexual e cia. (Le guide du zizi sexuel)
Autora: Hélene Bruller
Editora:Seguinte (Companhia das Letras)
Ano: 2007
Skoob: 3,8 Estrelas / Goodreads: 4,13 Estrelas
Compre Aqui: Amazon
03 Estrelas
Geralmente, os adolescentes sabem menos sobre amor e sexo do que os adultos imaginam. Como é estar apaixonado? Como se beija na boca? Por que crescem pelos e espinhas pelo corpo durante a puberdade? O que é masturbação? Como nascem os bebês?
Essas e muitas outras questões intrigantes são explicadas neste guia, com bastante humor mas também com sólida base pedagógica, rigor científico e delicadeza. Inspirado nas aventuras do personagem de histórias em quadrinhos Titeuf - sucesso absoluto na Europa, com onze livros publicados, que venderam mais de dezesseis milhões de exemplares -, Aparelho sexual e cia. traz o humor típico das tiras do personagem sem cair em moralismos ou clichês.
A obra trata de todos os aspectos da sexualidade na linguagem do público a que se destina: a paixão, as mudanças da puberdade, a transa, a contracepção, doenças sexualmente transmissíveis, pedofilia e incesto são alguns dos temas esclarecidos.
Com mais de um milhão e meio de exemplares vendidos, e publicado em quinze línguas diferentes, este guia é para todos aqueles que procuram uma maneira nova e mais atraente de informar os jovens sobre assuntos da maior importância.
Autora: Hélène Bruller é a neta do escritor Jean Bruller, mais conhecido pelo seu pseudônimo de Vercors. Ela estudou na Escola Nacional Superior de Artes Decorativas, em Paris, em seguida, começou uma carreira como designer e ilustradora. Ela é autora de quadrinhos e livros infantis.
Ela fundou linha editorial PoP!, especializada na adaptação de romances em quadrinhos para jovens. Seu humor é orientado para uma crítica de tipos humanos e personalidades diferentes. Sua escrita ingênua, falsamente infantil, dá um tom ainda mais inusitado ao seu trabalho

Comente com o Facebook