Resenha: A História de Malikah - Marina Carvalho

Um romance histórico, com personagens que lutam contra as tradições de uma época em nome do verdadeiro amor.

julho 20, 2018 - Postado Por: Rosane Santos
Compartilhe:

Um romance histórico, com personagens que lutam contra as tradições de uma época em nome do verdadeiro amor.




A resenha de hoje é a continuação do livro "O Amor Nos Tempos do Ouro", que já foi resenhado aqui no blog, você pode conferir aqui. Gostei muito do primeiro livro e está bem ansiosa pela continuação e a Marina mais uma vez não nos decepciona.

Nosso primeiro contato com Malikah foi em "O Amor Nos Tempos do Ouro", onde fomos apresentados a uma personagem extremamente forte e carismática, que claramente havia sofrido muito em sua vida, mas que não estava disposta a desistir e faria todo o possível para dar ao filho que esperava as melhores condições que poderia.



Já em A História de Malikah conhecemos melhor sobre o passado da ex escrava de Euclides de Andrade, desde o momento em que chegou ao Brasil ainda pequena, descobrimos sobre como foram tantos anos de sofrimento afastada de sua família, de seu lar e da sua cultura. A narrativa se passa mesclando fatos do passado de Malikah e seu presente, alguns anos após a fuga da fazenda de Euclides. Na fazenda Quinta Dona Regina Malikah pode viver de forma livre, de igual com todos os outros e leva uma vida tranquila ao lado do filho, porém não pode fugir de Henrique, o filho de Euclides, o grande amor de sua vida e que fora causa de seu grande sofrimento e decepção. Ao mesmo tempo em que luta para se livrar do amor que sente por Henrique ela começa a se perguntar se uma pessoa pode realmente mudar e se merecem uma segunda chance.

Henrique é um personagem que evoluiu bastante desde os acontecimentos finais de O Amor Nos Tempos do Ouro, se mostra de fato arrependido pelos erros que cometeu e reconhece que agiu de forma imperdoável, entretanto não está disposto a perder Malikah para sempre e fará o possível para mostrar que seu amor por ela é o mais puro que existe e que ele mudou e está pronto para recomeçar uma nova vida ao seu lado, se ela assim permitir. Ele não é o mocinho perfeito que veio salvar a princesa em um cavalo branco, ele cometeu muitos erros, erros graves, é teimoso mas no fundo tem um coração bondoso. Então em muitos momentos nós o odiamos junto com Malikah e outros ficamos balançadas ao ver o quanto ele está arrependido e está disposto a fazer a coisa certa.

Apesar de viverem em harmonia e com certa tranquilidade, todos na Quinta Dona Regina ficam receosos de uma possível retaliação por parte de Euclides, o que pode colocar todos ali em perigo.



É interessante conhecermos um pouco mais também sobre a história de Cecile e Fernão, do quanto eles evoluíram e como se desenvolveu seu relacionamento a partir dos acontecimentos finais do livro anterior.

A História de Malikah, mesclando presente e futuro nos dá uma visão sobre a vida sofrida dos escravos em um passado vergonhoso da nossa história. O quanto essas pessoas foram oprimidas, torturadas e menosprezadas durante tantos anos. Os relatos da infância de Malikah são dolorosos até de se ler e a autora soube conduzir muito bem o amadurecimento de Malikah, que mesmo sofrendo tanto não desistiu da esperança de um dia ser feliz, ser amada, ser vista como um ser humano e não como um objeto qualquer.

O romance entre os personagens é bem amarrado, eles se conheceram na infância e o sentimento entre eles foi se desenvolvendo ao passar dos anos ao mesmo tempo em que a diferença entre eles se tornavam cada vez mais intransponível, afinal, como uma escrava e o filho do dono da casa grande poderiam ficar juntos? Era algo praticamente impossível para o cenário em que viviam. Com o passar dos anos e tudo o que ocorreu em suas vidas, ambos carregam muitas cicatrizes, forma magoados e enganados durante muito tempo, há sofrimento e beleza nos seus sentimentos, mas talvez o amor seja o maior de todos os sentimentos e eles precisam descobrir se vale a pena lutar por ele.

“Claro e escuro. Branco e preto. Certo e errado. Henrique e Malikah.”

Marina sabe escrever de forma leve, ainda que um tema tão pesado como a escravidão, é uma escrita fluída e que te prende do início ao fim. Ela sabe construir personagens femininas fortes, que lutam pelo que querem ao invés de ficarem sentadas apenas observando e isso é uma das coisas que mais me agradam nos livros da Marina e vemos muito disso em Malikah e também em Cécile.



Outro ponto extremamente positivo foi todo o estudo desenvolvido pela Marina em relação ao acontecimentos daquela época, todo o apanhado histórico e todo o trabalho que a Marina teve para ser o mais fiel possível aos modos e cultura da época só trazem mais beleza e grandiosidade à obra.

Recomendo muito a leitura de A História de Malikah e também de O Amor Nos Tempos do Ouro, se você não conhece ainda as obras da Marina então não perca mais tempo, você vai ficar tão encantado quanto eu.


Se interessaram? clique na imagem acima para adquirir um exemplar dessa obra!!!
A História de Malikah
Volume #2, O Amor nos Tempos do Ouro
Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Livros (Selo Globo Alt)
Ano: 2017
Skoob: 4.5 Estrelas
Compre Aqui: Amazon, Saraiva
05 Estrelas
Malikah conheceu muito cedo toda a crueldade de que o ser humano é capaz. Escravizada e trazida ainda criança da África ao Brasil, sofreu as mais diversas formas de violência, especialmente depois de ter engravidado de Henrique, o filho do dono da fazenda onde trabalhava. Mesmo sendo resultado de uma relação de amor, estar grávida de um de seus senhores era uma afronta aos homens da casa-grande, por isso Malikah foi duramente castigada e quase morta. Malikah e seu bebê, Hasan, só conseguiram escapar com a ajuda de Cécile e Fernão, que lhes deram abrigo na Quinta Dona Regina, um lugar novo onde todos, brancos e negros, poderiam viver em liberdade. Porém, mesmo com a relutância de Malikah, Henrique continua por perto, arrependido por não ter protegido sua amada e tentando se aproximar de Hasan. Mas como um homem que foi ensinado a cometer tantas atrocidades poderá dar a uma criança o amor incondicional? Apesar de Malikah ainda sentir algo por ele, é possível perdoar alguém que representa para ela tantos anos de injustiça e sofrimento?
Autora: Marina Carvalho nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, conhecida como a terra da goiabada. Adora queijo, rock progressivo, pudim de leite condensado, café com pouco açúcar e filmes com finais felizes. Ama ler, seja um bom livro policial, um chick-lit despretensioso ou o jornal do dia. Quando criança lia as revistinhas da Turma da Mônica, incentivada pela mãe, e ficava esperando ansiosamente pela chegada delas todos os meses. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e exerceu o cargo de assessora de comunicação de uma empresa por sete anos. Hoje é professora de língua portuguesa e literatura na Escola Nossa Senhora Auxiliadora. Mora em sua cidade natal com o marido e os dois filhos.

Comente com o Facebook