Leitura Coletiva: Livro das Mil e Uma Noites - Tradução de Mamede Mustafa Jarouche

O Sooda Blog dará inicio a uma série de postagens sobre uma das principais obras fantásticas já conhecidas na história da humanidade

janeiro 22, 2018 - Postado Por: Francisco Neto
Compartilhe:

O Sooda Blog dará inicio a uma série de postagens sobre uma das principais obras fantásticas já conhecidas na história da humanidade




Parafraseando o pesquisador e tradutor dessa obra, Mamede Mustafa Jarouche, o Livro de Mil e Uma Noites que circula pela humanidade, desde o século IX é "Um repertório fantástico que até hoje nenhuma obra humana se igualou" (p. 09). A maneira como ela sobreviveu ao tempo e espaço tem um significado extremamente relevante e diz muito sobre o povo oriental, que até hoje, nós no ocidente, ainda conhecemos pouco.

No final de 2017 a Biblioteca Azul, selo literário da Globo Livros, relançou esse espetáculo de palavras para os brasileiros, em um novo projeto gráfico, modernizando-a para os dias de hoje. O Livro de Mil e Uma Noites é um conjunto de quatro livros (que se tornará cinco nessa nova edição) que apresenta todos os detalhes de um dos maiores mistérios da história da humanidade. E nós do Sooda Blog propomos pela primeira vez, uma leitura coletiva, para que juntos, possamos desvelar a grandiosidade dessa obra.

A edição da Biblioteca Azul foi escolhida por vários motivos. Primeiro, ela é a mais completa já publicada no mercado editorial brasileiro. O pesquisador da USP fez um intenso trabalho de pesquisa que envolveu a busca por diversos manuscritos árabes, entre eles o "Arabe 3609 - 3611", que está localizado na Biblioteca de Paris. Esse foi o manuscrito que deu origem a uma das traduções mais conhecidas no ocidente: a de Jean-Antonie Galland. Além disso, o pesquisador brasileiro, não contente com as dificuldades em algumas partes, recorreu a outros manuscritos importantes e sempre colocando Notas-de-Rodapé, para que os leitores estivessem por dentro de como foi esse trabalho de pesquisa.

O resultado desse trabalho, rendeu ao Mamede Jarouche, o prêmio Jabuti de melhor tradução em 2005. Sem contar, que essa obra se tornou sucesso de vendas no Brasil, devido ao seu trabalho primoroso. Mais quatro edições foram feitas de lá para cá. E essa que é a quinta terá um volume inédito do trabalho realizado pelo professor.



COMO AS LEITURAS E AS POSTAGENS SERÃO REALIZADAS NO BLOG?

Para dividir esse trabalho em uma leitura, do qual facilitasse a assimilação da obra. Pensou-se em diversas formas. Primeiro, levando-se em consideração às noites. Porém, ao se debruçar sobre a introdução do primeiro e segundo livro, o qual nós possuímos, percebemos que o melhor era levar em consideração as 10 principais histórias presentes no Ramo Sírio, que estão presentes nesses primeiros livros.

Antes de continuar a divisão das discussões sobre esse livro, é bom levar em consideração a seguinte questão. O Livro de Mil e Uma Noites é dividido basicamente em dois Ramos. O primeiro deles é o Sírio, no qual a obra não possui 1001 Noites. Na verdade, o primeiro manuscrito se encerra na noite 282, finalizando bruscamente a história " O Rei Qamaruzzãn e seus filhos Amjad e As ad". O Ramo Sírio é a origem desse livro, que de acordo com Jarouche, não deve ser visto como um copilado de histórias orais e sim uma obra escrita. A obra só passou a ter 1001 Noites, no chamado Ramo Egípcio tardio elaborado na segunda metade do século XVIII. Nesse momento, as primeiras histórias do Ramo Sírio foram resumidas e agrupadas e outras histórias acrescentadas.

Baseada nessa ótica, as duas primeiras obras dessa edição são compostas pelo Ramo Sírio e as três subsequentes pelo Ramo Egípcio. Nesse sentido a divisão de leitura e posts de discussões nessa primeira etapa, vão levar em consideração as 10 principais histórias que compõem o Ramo Sírio. Ao finalizar essa etapa, vamos aguardar o lançamento dos próximos três livros, para também se debruçar na leitura do Ramo Egípcio.



Dessa Maneira, a leitura dessa primeira etapa será feita da seguinte maneira:

Post 1 - Apresentação do Projeto literário (22/01/2018)

Post 2 - "Introdução", "Em Nome de Deus Misericordioso, o Misericordiador - em quem está a minha fé" até a História do "Mercador e o Gênio". p. 11-75 (05/02/2018)

Post 3 - "O Pescador e o Gênio" p. 75-118 (19/02/2018)

Post 4 - "O Carregador e as Três Moças de Bagdá" p. 118 - 223 Em Breve

Post 5 - "As Três Maçãs" e "Os Vizires Nurudin Ali, do Cairo, e Badruddin Hasan, de Barsa" p.223 - 292 Em Breve

Post 6 - "O Corcunda do Rei da China" p. 292 - Fim do primeiro livro Em Breve

Post 7 - "Nuruddin Bin Bakkar e a Serva Samsunnahar" p.19 - 82 Em Breve

Post 8 - "A Serva Anisuljalis e Nuruddin Bin Haqan" e "Jullañar, a maritima, e seu filho, o Rei Bardr" p.82 - 186 Em Breve

Post 9 - "O Rei Qamaruzzãn e seus filhos Amjad e As ad" (Primeira parte no primeiro manuscrito e Segunda parte em outro manuscrito) e Encerramento da primeira etapa do projeto p.186 - Fim do segundo livro. Em Breve.



QUER PARTICIPAR DO PROJETO?

Ficou interessado no projeto de leitura coletiva? Você poderá acompanhar o andamento, por meio das postagens que iremos fazer ao longo da leitura, dando a sua opinião, e engrandecendo a discussão. E também se tiver um espaço que queira compartilhar nas suas redes sociais. Use a #lendomileumanoites. Assim, vamos poder acompanhar a evolução de vocês e também conversar no espaço que vocês disponibilizarem. E claro, essa foi a metodologia que achamos melhor para realizar a leitura. Mas você também podem criar a que fica melhor para você. Não exitaremos em compartilhar com os nossos leitores, nas próximas postagens. A ideia é que juntos possamos fazer uma discussão bem relevante sobre essa obra.

Para facilitar, disponibilizamos o formulário abaixo para que você diga para a gente que irá participar da leitura, certo? Também iremos aproveitar para enviar qualquer novidade sobre os próximos lançamentos referentes a 1001 Noites, tal como as postagens que vamos desenvolver ao longo do projeto. Vai rolar sorteios? Ainda não temos certeza, mas queremos fechar algo bacana para o final do projeto. Então fiquem ligados.

Outra coisa, agora uma informação bem relevante. Você pode ler 1001 Noites em outras edições? Claro que sim, o importante é entrar com a gente nesse universo oriental. Mas é importante ficar claro, que nossas postagens sempre terão como referência a Edição da Biblioteca Azul, então é provável, que exista diferenças consideráveis, visto a questão de tradução, organização e por aí vai.



Ainda não tem essa edição? Você pode clicar no link das imagens abaixo e adquiri-la. E assim, ainda dá tempo de chegar, enquanto não começamos o projeto (heheheh)



Comente com o Facebook