Entrevista: Jeff Zentner - Dias de Despedida

Em entrevista exclusiva para o Sooda Blog, o autor Norte-americano fala sobre o seu mais recente lançamento, Dias de Despedida. Além de sua experiência de morar dois anos na região norte do Brasil

novembro 10, 2017 - Postado Por: Redação SOODA
Compartilhe:

Em entrevista exclusiva para o Sooda Blog, o autor Norte-americano fala sobre o seu mais recente lançamento, Dias de Despedida. Além de sua experiência de morar dois anos na região norte do Brasil


Autor e capa da edição em português/Divulgação

O celular vibrou, um amigo mandou mensagem. É só um momento para responder. Não vai acontecer nada, mas acontece. Um grave acidente que culmina na morte de três jovens, amigos de Carver, protagonista de "Dias de Despedida", que agora terá que lidar com o luto e com a culpa. Foi Carver que mandou mensagem para o amigo.

"Eu realmente queria escrever sobre o processo de sofrimento e culpa pela morte de amigos. E convenientemente, uma das maneiras, onde os jovens mais causam múltiplas mortes é por usar o celular enquanto estão dirigindo." Afirma o autor de Dias de Despedida, Jeff Zentner, em entrevista para o Sooda Blog.

Zentner acertou em cheio sobre o tema. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego, o celular já é a terceira causa de morte em acidentes de trânsito no Brasil. Dado que preocupa, e torna essa obra de ficção extremamente importante para discussão, para que as mortes ocorridas na história sirvam de exemplo e evitem acidentes na vida real.

Autores como Becky Albertalli (Simon Vs. a Agenda Homo Sapiens), Nicola Yoon (Tudo e Todas as Coisas) e Benjamin Alire Sáenz (Aristóteles e Dante Descobrem o Segredo do Universo) elogiam a obra de Zetner que será lançada no Brasil no próximo dia 24/11. Sem contar que ela foi indicada ao prêmio Goodreads de melhor livro YA de 2017 (Vote aqui). Além do livro, o autor falou sobre suas inspirações, outros autores que admira e também o que mais sente falta do tempo que ele morou em Belém do Pará (Sim, ele morou dois anos aqui no Brasil). Ah, ele enviou todas as respostas em português (Que fofo !!!). Confira agora:

Zentner adora musica (Deu pra notar, né?)/Site do Autor

1 - O que levou você a escrever sobre um tema tão relevante, quanto o uso do celular ao volante?

Bom, eu realmente queria escrever sobre o processo de sofrimento e culpa pela morte amigos. E convenientemente, uma das maneiras em que os jovens podem causar múltiplas mortes de pessoas, é por usar o celular enquanto estão dirigindo.

2 - O que está achando da recepção tão positiva de seu livro, com elogios de vários autores, como Becky Albertalli e Benjamin Alire Saénz?

Estou alegre, porque isso me preocupava muito. Se os leitores do meu primeiro livro iriam gostar do meu segundo. Eu senti muita pressão mesmo.

3 - Tem algum dos personagens que possuem características suas? Quais e o que?

Meu protagonista, Carver, gosta muito de ler e escrever, Eli e Jesmyn adoram musica, Blake gosta de ser engraçado, e Mars gosta de trabalhar duro sendo artista. Todas essas características são minhas.

4 - Quais autores tem te inspirado na sua profissão de escritor?

Nossa, muitos. Cormac McCarthy (Onde os Velhos não Tem Vez, que deu origem ao filme Onde os Fracos não Tem Vez). Sherman Alexie (Diário Absolutamente Veradeiro De Um Índio De Meio Expediente). Jesmyn Ward. Patti Smith (Só Garotos). Donna Tartt (O Pintassilgo). John Green. Stephen King.


Capa norte americana/Barnes and Noble

5 - A poética da sua escrita tem sido um dos grandes pontos apontados pelos leitores da sua história. Porque decidiu por esse caminho em sua escrita?

Amo a poesia, as palavras e as frases musicais. Acho que as palavras devem nos mudar e tocar nossos corações.

6 - Qual a sua expectativa para o lançamento do seu livro aqui no Brasil?

Espero que as pessoas que precisam do meu livro possam acha-lo.

7 - O que achou da capa brasileira do seu livro?

Gostei! É bem diferente que minha capa Americana. E diversidade é bom, não é verdade?


Jeff morou dois anos Belém, mais precisamente no bairro do Guamá/Foto: Guia Viajar Melhor

8 - Você pode contar um pouco para a gente como foi essa experiência de viver aqui em Belém (Capital do estado do Pará)? De alguma forma essa experiência ajudou no seu processo criativo?

Meu tempo no Belém foi uma experiencia bem formativa. Aprendi muito sobre a mim mesmo. Aprendi muito sobre coragem, morando longe da minha familia e dos meu país. E a criatividade é um ato de coragem sempre, então, uso essa coragem que aprendi.

9 - O que mais sente falta do período que você morou por aqui?

Açaí fresco retirado da palmeira. Churrasco. Guaraná. O povo Brasileiro.

10 - Gostaria ou pretende voltar ao país? Quais lugares que não conheceu que você tem vontade de visitar?

Gostaria demais! Eu só conheço o Norte e o nordeste. Então quero conhecer o Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba (Ps. Editora Seguinte, fica a dica).


Jeff Zentner sente falta do açaí fresquinho batido na hora (Te entendemos, hueheuehe)/Imagem: G1 PA

11 - Você está trabalhando em outra obra? sobre que tema? o que pode contar pra gente?

Estou trabalhando numa comedia sobre duas moças que tem seu próprio programa na televisão. Lança nos EUA em 2019.

Então é isso galera, esperamos que tenham gostado. E dia 24/11, Dias de Despedida estará nas livrarias de todo o Brasil. Quer saber mais detalhes dessa história, confira o vídeo que a Editora Seguinte fez.




Em parceria com a Editora Seguinte, realizaremos um sorteio super especial em comemoração ao lançamento do livro do Jeff Zentner no Brasil. Confira, todas as regras:

- Seguir o Sooda Blog no facebook (Clique aqui).
- Seguir a Página da Editora Seguinte no facebook (Clique aqui)
- Curtir e Compartilhar o post oficial do sorteio. (Clique Aqui)
- Comentar aqui embaixo o que achou da entrevista, e a suas perspectivas para esse lançamento.

E pronto, você já estará concorrendo. Lembrando que o resultado será no dia 24/11 até às 18hs. Ou seja, até às 23h59 do dia 23/11 tá valendo a sua participação, ok?

Comente com o Facebook