Resenha: Os Impostores (A Garota do Cemitério #1) - Charlaine Harris e Christopher Golden

Dica: Não viva meses em um cemitério!

agosto 16, 2017 - Postado Por: Yuri Lima
Compartilhe:

Dica: Não viva meses em um cemitério!




Desconhecia tanto esse quadrinho como seus autores Charlaine Harris e Christopher Golden, apesar de suas longas carreiras e diversos trabalhos, não são nomes que chamam grande atenção no público brasileiro. Charlaine é uma escritora, majoritariamente, de romances policiais e Christopher já teve trabalhos na Marvel e DC. Charlaine ficou mais conhecida pela adaptação de suas obras na série True Blood (basicamente a primeira temporada apenas).

E ambos parecem ter decidido fazer um trabalho em conjunto com Don Kramer, criando uma HQ fora do mercado mainstream juntando o romance policial com uma pitada de sobrenatural. E essa empreitada deu certo? É o que vamos descobriiiiiiir……



Mas adianto que não muito.

Em A Garota do Cemitério, nossa protagonista é desovada em um cemitério e acorda com pouquíssimas memórias de como foi parar ali e nenhuma de quem ela seja. Com receio de quem quer que a tenha jogado ali descobrir que, na verdade, ela não morreu, ela decide residir no cemitério até consiga pensar em um meio de aparecer sem se expor e talvez recuperar as memórias.

Ela sobrevive roubando comida do zelador do cemitério e de algumas casas próximas, até estabelecer uma espécie de relação com o zelador, que por mais que não conversem se entendem mutuamente, e com uma senhora idosa de uma casa vizinha. A garota adota o nome de Calexa (retirado de uma das lápides) e descobre que consegue ver os espíritos dos mortos indo para o além.

É.



Numa noite ela presencia alguns adolescentes tentando fazer um ritual satânico e assassinando uma garota no processo, e o espírito da garota, em vez de ir para o além, entra em Calexa e começa a cobrar que ela denuncie os meliantes. Então Calexa se vê no dilema de se expor e trazer justiça ou apenas ficar na sua, junto com sua nova colega de alma.

Premissa interessante, não?

Pois é, infelizmente a execução não foi das melhores. A HQ tem 128 páginas e boa parte do que eu falei só se desenvolve nas últimas 30 páginas. As outras 100 vão apenas pulando dias e mostrando a vida da Calexa no cemitério, o que é deveras entediante. Os diálogos e monólogos são repetitivos e não muito interessantes e não há o sentimento de romance policial, tampouco de tensão sobrenatural.

Mas o que mais me inquietou durante toda a leitura é o completo desinteresse do enredo pela trama principal da Calexa: quem diabos a jogou ali e porquê? Por que temos que acompanhar um subplot que é pouco interessante quando nós temos tanto potencial a ser explorado?



E como Calexa consegue ser tão tonta? Vejam bem, ela está em um dilema sobre se expor ou não, em determinado ponto da história, ela consegue uma prova do assassinato que é crucial e incontestável. E ela nem precisaria se expor para entregá-la a polícia. Pelo menos eu consegui pensar em pelo menos 15 modos de fazer isso sem me expor naquela situação. Mas mesmo assim ela ainda passa várias páginas lamentando um dilema que não deveria mais existir.

No geral, A Garota do Cemitério não é exatamente uma HQ ou história ruim. A arte é OK, nada fenomenal, mas nem um pouco pobre e eu consegui ler até o final sem precisar me esforçar, mas fica aquele gostinho de “poderia ter sido muito melhor” e isso é frustrante. Você termina, fecha o livro e fica com uma cara blasée.



O livro (que na verdade se chama “Os Impostores”) faz parte de uma trilogia chamada A Garota do Cemitério e que tenho bem pouca vontade de ler o resto pelo sentimento que fiquei de que poderia ter sido feito apenas uma duologia ou mesmo um único livro um pouco maior, mas optou-se pela saída editorial de ganhar mais dinheiro.
Os Impostores (The Pretenders)
Volume #1, A Garota do Cemitério (The Cemetery Girl Trilogy #1)
Autores: Charlaine Harris e Christopher Golden
Editora: Valentina
Ano: 2017
Skoob: 4.2 Estrelas / Goodreads: 3.4 Estrelas
Compre Aqui ♥
02 Estrelas
Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê. Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos... Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela. Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?
Autora: Charlaine Harris, autora número 1 da lista de best-sellers do New York Times, publica romances nos gêneros mistério e fantasia há mais de trinta anos. A famosa série da HBO, True Blood, é baseada nos livros de Sookie Stackhouse. O sucesso de ambos fez dela uma das palestrantes mais requisitadas em convenções como a Comic-Con International, à qual foi convidada em 2010. Charlaine vive no sul dos EUA, onde sempre morou.

Autor: Christopher Golden É autor dos romances de Peter Octavian, best-sellers do New York Times, e da série juvenil de suspense Body of Evidence. Em colaboração com Mike Mignola, ele também escreveu dois romances ilustrados, incluindo Baltimore, or, The Steadfast Tin Soldier and the Vampire, que deu origem à série em quadrinhos Baltimore, finalista do Eisner Award. Golden nasceu e foi criado em Massachusetts, onde ainda vive com a família.

Comente com o Facebook