Tem Na Netflix: O Conto da Princesa Kaguya

Nascida de um broto de bambu, Kaguya nós revela lindas lições sobre o amor e a dor.

outubro 04, 2015 - Postado Por: Everton Assis
Compartilhe:

Nascida de um broto de bambu, Kaguya nós revela lindas lições sobre o amor e a dor.


A cada dia, a cultura japonesa (e a cultura asiática como um todo) invade e cativa nosso país com sua musica, literatura, shows e animações. Animações como O Conto da Princesa Kaguya são um pouco do que tem chegado aqui no Brasil.

A animação é baseada em um conto original japonês, no qual, um velho cortador de bambu em um dia singelo acaba encontrando um pequeno bebê brilhando em um broto de bambu. Ele acaba a levando para casa e mostra a sua mulher que acaba aceitando cria-lá, mesmo sendo um casal de idade avançada. A partir desse breve resumo você pode imaginar o quanto esta historia vai ser especial. E de fato é sim.


Kaguya por ser especial, passa de um pequeno bebê para uma linda jovem em poucas semanas, o que não assusta as pessoas que vivem ao redor de onde Kaguya mora com os pais. Ali ela vive feliz e livre, tendo todo o contato com a natureza a sua volta, como um pássaro livre. O cortador de bambu acaba encontrando dinheiro e tecido de primeira, ele entende que os céus querem que eles deem uma vida de princesa para Kaguya. E assim, ela passa de morar em uma cabana a morar em uma mansão na capital e tendo que se curvar a um treinamento duro para se tornar mais próxima da nobreza daquela época.

Após se tornar uma linda mulher, seus pais decidem que chegou a hora de Kaguya se casar, pois teria a felicidade completa ao lado de um marido, mostrando mais uma vez o machismo presente na sociedade, não importando sua nacionalidade. Kaguya acaba aceitando tais rituais para não magoar seus pais. Ela recebe a visita de cinco nobres que souberam da beleza de Kaguya, mais tarde até o próprio imperador vai ao encontro dela.

Após receber diversos elogios, Kaguya propõe que os visitantes tragam a ela em forma de presente, as coisas a qual foi comparada (dentre os elogios, até foi uma comparação a tigela de esmola de BUDA). Todos falham e de forma leviana tentam enganar Kaguya trazendo coisas fabricadas.


Kaguya demonstra que não estar feliz em como sua vida caminha, sente que poderia ter sido feliz de uma outra forma, ao visitar sua antiga casa, ao escutar o canto do pássaro, ver as flores de cerejeiras caindo e até mesmo encontrando Sutemaru (o seu primeiro amor). Toda essa tristeza faz com que Kaguya se lembre qual o sentido de estar na terra, o que faz com que ela se sinta mais mais triste, pois sabe que viria pela frente.

O tempo presente na animação é uma clara referencia a nossa vida, nascemos e só precisamos viver livres e radiantes, chegamos na adolescência e descobrimos o amor, e por muitas vezes a dor. Ao fim chegamos a fase adulta, tendo que fazer sacrifícios, escolhas que nem sempre é o que queremos e ter que sofrer com pressões externas.


A liberdade que Kaguya almeja está representada de outra forma na animação, na presença das flores de cerejeiras, um símbolo que representa o Japão, mas na animação está relacionado a vida, pois, uma árvore de cerejeira fica por muito pouco tempo florida, assim podemos interpretar que devemos viver hoje, pois a vida é curta demais e o tempo não perdoa.

Sou apaixonado por animações japonesas e está me conquistou pelo enredo e pela arte, possui um traço leve e delicado, com cores pasteis que contribuem para transparecer a emoção. Vale ressaltar que a animação se passa num período em que Imperadores habitavam esta terra e costumes tradicionais eram seguidos à risca.

Você que está lendo esta resenha deve assistir agora mesmo está maravilhosa animação e se deixar levar pela emoção que ela carrega. A trilha sonora dá um toque mágico valendo cada minuto assistido.

Assista o trailer:

Revisada em 26/03/2020
O Conto da Princesa Kaguya (Kaguya-hime no Monogatari)
Lançamento: 16 de julho de 2015
Duração: 2h17min
Direção: Isao Takahata
Gênero: Animação, Drama, Fantasia
País: Japão
05 Estrelas
Esta animação é baseada no conto popular japonês "O corte do bambu". Kaguya era um minúsculo bebê quando foi encontrada dentro de um tronco de bambu brilhante. Passado o tempo, ela se transforma em uma bela jovem que passa a ser cobiçada por 5 nobres, dentre eles, o próprio Imperador. Mas nenhum deles é o que ela realmente quer. A moça envia seus pretendentes em tarefas aparentemente impossíveis para tentar evitar o casamento com um estranho que não ama. Mas Kaguya terá que enfrentar seu destino e punição por suas escolhas.

Comente com o Facebook