Resenha: Eu Sou A Lenda - Richard Matheson

Uma ficção científica que vai tratar sobre a solidão e a loucura do último homem na terra.

outubro 20, 2015 - Postado Por: Everton Assis
Compartilhe:

Uma ficção científica que vai tratar sobre a solidão e a loucura do último homem na terra.




Convido você a pensar, se houvesse um ataque e você torna-se a única pessoa viva, o que você acha que poderia acontecer? Richard Matheson conseguiu colocar esta questão de forma primorosa no papel.

Eu sou a lenda vai narrar a história de Robert Neville que teve sua vida totalmente transformada após uma impiedosa praga que assolou o mundo, modificando todas as pessoas em monstros noturnos, que só pela capa você consegue identificar quais são, sim os famosos vampiros (calma que isso não é spoiler). E como Neville quase chega a insanidade em suas teorias e como sobreviver neste “novo mundo”.



O livro divide-se em três partes: a primeira vai narra Neville alguns meses após a praga ter levado os últimos humanos, e a sua adaptação para ainda tentar manter a sua rotina: tomar café, dirigir e cuidar da casa, tudo isso durante o dia, pois a noite pertence aos monstros. Nesse processo conseguimos ver um outro lado de Neville, que já aparenta o cansaço dessa solidão avassaladora chegando a momentos de cogitar em abrir a porta e deixar-se ser consumido pela.

A segunda parte temos Neville ainda lutando pra manter sua sanidade ao mesmo tempo em que estuda e cria as suas teorias sobre como surgiu essa tal praga e o porquê dela ter arrasado os humanos, e mais uma vez, ele se sente frustrado e recorre a ajuda de um amigo, o álcool (Se ainda existisse o AA, Neville seria o primeiro a precisar estar sentado com eles).

Nesta segunda parte também há uma das cenas que eu adoro no livro que é quando Neville sai em um dia nublado (ele relata nunca gostar de dias assim, não consegue distinguir se é cedo demais ou tarde demais) para ir a um mercado em busca de mantimentos. E quando ele percebe que a noite estaria chegando mais rápido que imaginava, viu todo seu esforço de se manter vivo, quase acabado por desleixo dele.



A terceira parte vai deixar você louco, temos o Neville cada vez mais perto de desvendar o mistério que envolve a praga e os monstros, uma nova visão de si mesmo. Nesse momento ocorrem inúmeras surpresas que vão levar a vida de Neville e a sua mente a outra dimensão.

Conheci a história de Neville através da adaptação cinematografia estrelada pelo Will Smith, e confesso que embarquei na leitura com poucas expectativas, mas depois de ter lido os três primeiros capítulos abandonei o que conhecia pelo filme e mergulhei na história. Richard criou uma obra fantástica que te prende do começo ao fim, você consegue sentir até o medo presente no protagonista.



A Aleph está de parabéns pela edição, cada início de capitulo contém uma imagem que tem contexto com a história. Esta edição ainda possui dois extras para você que quer se aprofundar mais no mundo de “Eu Sou a Lenda”. Uma delas é a crítica feita por Mathias Clasen (professor universitário), que vai lhe dar amplitude (cuidado com os spoilers) ao livro e o segundo extra é uma entrevista que Richard fez em meados de 2007, aonde ele dá sua opinião sobre as adaptações cinematográficas e o grande sucesso de seu livro.

Revisada em 25/03/2020.
Eu Sou A Lenda (I Am Legend)
Autor: Richard Matheson
Editora: Aleph
Ano: 2015
Skoob: Skoob: 3,8 Estrelas / Goodreads: 4,0 Estrelas
4 Estrelas
Uma impiedosa praga assola o mundo, transformando cada homem, mulher e criança do planeta em algo digno dos pesadelos mais sombrios. Nesse cenário pós-apocalíptico, tomado por criaturas da noite sedentas de sangue, Robert Neville pode ser o último homem na Terra. Ele passa seus dias em busca de comida e suprimentos, lutando para manter-se vivo (e são). Mas os infectados espreitam pelas sombras, observando até o menor de seus movimentos, à espera de qualquer passo em falso... Eu sou a lenda, é considerado um dos maiores clássicos do horror e da ficção científica, tendo sido adaptado para o cinema três vezes.
Autor: Richard Matheson Nascido em Allendale, New Jersey de pais imigrantes noruegueses, Matheson cresceu no Brooklyn e graduou-se na Brooklyn Technical School em 1943. Alistou-se e passou a Segunda Guerra Mundial como soldado de infantaria. Em 1949 obteve seu bacharelado em jornalismo na University of Missouri-Columbia e mudou-se para a California em 1951. Alguns dos seus primeiros contos: Born of Man and Woman, Third from the Sun, Deadline e Button, Button.

Comente com o Facebook